sexta-feira, 18 de maio de 2012

Alentejo diferente






Calma, paz e serenidade nas lagoas de águas serenas, que só, levemente, tremem quando algum pequeno barco lhes rasga o ventre liso e profundo.
Um silêncio líquido acompanha-nos para onde quer que olhemos





As nuvens, farrapos de algodão em vários tons de anil decorando um céu sem fim, mergulham nessas águas e ficamos sem saber se os nossos pés estão assentes na terra ou no ar.
É assim no Alqueva.

5 comentários:

elvira carvalho disse...

Belas imagens.
Um abraço e bom fim de semana

Justine disse...

Belíssimo, Benó! E concordo contigo: o Alqueva é um local de silêncios e serenidades...
Abraço

Maré Viva disse...

Palavras de uma sensibilidade extrema que definem na perfeição a beleza serena da paisagem algarvia.
Beijos.

Multiolhares disse...

espero estar por aí no final do mês que vem e poder sentir essa serenidade que transpordam das ruas palavras
beijinhos

mfc disse...

Que lindas fotos para tão bonitas palavras!