sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Férias sem vencimento

Depois das férias, o Atelier fez obras.
O orçamento foi várias vezes retificado e o crédito foi anulado.
Dado o panorama atual da fraca economia, não sei quando poderei reabri-lo.
Peço desculpa pelo incómodo e agradeço a vossa compreensiva amizade.
Continuo a dar preferência às vossas visitas no Jardim d'abrolhos onde será SEMPRE um enorme prazer conversar convosco e ouvir as vossas opiniões.
As coordenadas para lá chegarem: http://piteirasecactos.blogspot.com



Benó

11 comentários:

Graça Pires disse...

Obrigada pela sua visita, Benó. Também já tinha saudades das tuas palavras. Seguirei, então, o outro blog.
Beijos

luisa disse...

Benó, não sei se verá esta mensagem mas é só para dizer que não consigo aceder ao seu Jardim d'Abrolhos". Sou logo direcionada para um endereço esquisito mediawebmonster...

Vieira Calado disse...

Olá, caríssima!
Tentei comentar no outro seu blog, mas não consegui.
Sei que o vento, por aí, tem sido forte (a avaliar o que cá tem feito...)
Vamos a ver se Setembro é mais ameno...
Beijnho para si!

Cristina Cebola disse...

Olá Benó
Quero agradecer a simpática visita e agora vou visitar o seu outro espaço.

Beijinho e bom fim de semana

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Benó,
estou chegando aqui e
ja seguindo passeio entre
seus escritos.
Os tempos estão bem difíceis
por toda parte.
Tudo dará certo,
vamos alimentar a nossa
esperança e manter
a fé.
Aguardo você la no
nosso Espelhando.
Bjins
CatiahoAlc.

Cadinho RoCo disse...

Seguirei ao novo endereço na primeira oportunidade.
Cadinho RoCo

O Profeta disse...

Ouvi o vento e a música
Procurando um porto na madrugada
Ouvi a chegada de um navio
Julguei sentir uma voz amada

Meu Armando, meu amor...
Uma criança jogando lama ao meio dia
Embrenhada e perdida na alma
Com rimas colorindo pálpebras de nostalgia

Doce beijo

O Profeta disse...

No embalo da tua fina pena


Às vezes é preciso acordar o silêncio da memória
Ou esperar pelo adormecimento inadiável
Com o gesto sereno e demorado da ternura
Com o acordar do amor rompendo o improvável

Passei para te desejar um radioso fim de semana

Doce beijo

Vieira Calado disse...

Olá, caríssima, como está?
Olhe, hoje venho apenas desejar-lhe uma Boa Páscoa!
Beijinhos!

O Profeta disse...

“O que quer que ames ama-te”
Com o teu amor
Acendeste-me a luz da alma
Vivo, amo, porque a morte é o ato de regressar

Tenho um sol inteiro
Um castelo altaneiro
A saudade do amor primeiro
Tenho tanto, nada, rosa, sal fogo

Doce beijo


Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

A crise pegou a nós todos.
Mas não desista, viu?
Bjins
Catiaho Alc.