sábado, 30 de maio de 2009

Uma simples caixa



Nuns dias, o tempo escorre lentamente, noutros rápido demais, mas ele será eterno se, registarmos os nossos pensamentos, alegrias, desilusões.


Actualmente, temos o computador, a "pen", os Cds e outros meios onde podemos guardar as informações que queremos passar para o futuro.



As gerações vindouras saberão, assim, como pensávamos e vivíamos, mas quem, gente da minha geração, não se recorda da sua primeira caneta de tinta permanente? Ela é, ainda hoje, um objecto presente na minha mesa de trabalho.



Embora já um pouco em desuso, nada melhor do que guardar essas nossas recordações, numa caixa própria e decorada adequadamente.



Caixa de madeira branca decorada
em "découpage" por Benó.

4 comentários:

Graça Pires disse...

Uma bela caixa, amiga Benó. Para guardar canetas e lápis (eu gosto de escrever a lápis...)
Um beijo.

elvira carvalho disse...

uma bela caixa. Parabéns.
Um abraço e votos de uma óptima semana.

Justine disse...

Sabe tão bem utilizar os velhos objectos, os que nos mantêm agarrados às raízes!
Abraço

Ana Oliveira disse...

Que bela ideia...gosto muito de canetas de tinta permanente e de preferencia do escrevo com uma, a minha favorita...as outras, acho eu, gostariam de ter esta caixa para se sentirem bem guardadas.

Um beijo Beno

Ana