terça-feira, 1 de novembro de 2011

Entre o céu e o mar

Suspensa do azul do céu
Pairando sobre o verde mar
A ave estremece.

Os barcos balouçam
E no agitar do vento
A ave estremece.

Desaparece.




Foto e texto de
Benó

3 comentários:

Justine disse...

Que momento bem descrito Benó! Uma síntese bela e poética, cheia de ritmo. Muito belo, este teu post:))

O Árabe disse...

Gostei, Benó. Ficou ótimo, com a imagem! :) Bom resto de semana.

elvira carvalho disse...

Bonita foto, muito bem descrita no poema.
Um abraço